Vantagens da utilização do Gesso na Construção

O Brasil produz 5,4 milhões de toneladas de gesso por ano, sendo que entre 85% e 90% deste total é utilizado na Construção Civil como placas para forro e material para revestimento. Na maioria dos casos, segundo informações do vice-presidente do Sindicato da Indústria do Gesso de Pernambuco (Sindusgesso), Josias Inojosa de Oliveira Filho, quem define a compra dos produtos de gesso no processo construtivo é o dono da construtora, o diretos técnico, ou o arquiteto responsável pela obra.

Vantagens
Para o vice- presidente da Sindugesso, além de oferecer vantagens funcionais em relação à alvenaria convencional, de cerâmica vermelha e de cimento, os blocos de gesso proporcionam economia de até 20 % no processo de construção de edifícios.
“Estudos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) de São Paulo e do Instituto Tecnológico de Pernambuco (ITEP) comprovam que as paredes de blocos de gesso oferecem maior resistência do que as construídas com tijolos cerâmicos ou de cimento”, revela.

Ele comenta que no Brasil, na Austrália e em outros países, são construídos edifícios de apartamentos e prédios corporativos com alvenaria externa em blocos de gesso. “A impermeabilização perfeita e a manutenção correta da fachada, para que permaneça sempre impermeável, são fundamentais para a vida útil da edificação. A alvenaria de gesso exige o mesmo cuidado que se tem com fachadas construídas com tijolo cerâmico ou de cimento”, diz.

Oliveira Filho comenta, ainda, que no Brasil, o uso de blocos de gesso nas paredes externas não é maior devido a casos de infiltração que são imputados aos blocos de gesso. “Esses problemas surgem em razão da má execução do trabalho ou pela falta de manutenção do revestimento da fachada”, explica. Em sua análise, isso ocorre devido à falta de cultura em relação ao uso do gesso como material nobre na Construção Civil brasileira. “Mas este quadro está mudando e os produtos de gesso estão ganhando cada vez mais espaço”, diz.

Fonte: AECweb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *